13 fevereiro 2008

Logopoioi - os fazedores de discursos

No programa Câmara Clara do passado domingo, a propósito das eleições nos EUA, foram referidos os speechmakers. Lembro-me de os ver em actuação na série West Wing (Os Homens do Presidente), com Richard Schiff a fazer de Toby Ziegler, o escritor dos discursos do presidente.
Não é coisa de agora, inventada por americanos.
Desde há muito que houve quem escrevesse para outros, pois nem sempre o que tem capacidades oratórias tem a capacidade de construir o discurso necessário para as ocasiões e vice-versa.
No final do Eutidemo, de Platão, há uma referência a essa actividade.
Sócrates analisa a actividade dos logógrafos (aqueles que escrevem discursos) que desdenham a filosofia e afirma que eles pensam que, estando entre o filósofo e o estadista, «participam de ambas as actividades na porção necessária» (305d); mas depois sistematiza o que eles de facto são, a saber, inferiores tanto à filosofia como à prática política, apresentando três possibilidades:
[1]- o que participa de duas coisas, uma composta de bem e outra de mal, é inferior a uma e superior a outra;
[2]- o que participa de dois bens com fins diferentes é inferior a ambos;
[3]- o que que participa de dois males com fins diferentes, é superior a cada um desses males.
Depois desta generalização Sócrates passa à aplicação ao caso que analisa:
1- se a filosofia e a prática política são bens com fins diferentes, então os logógrafos são inferiores a ambas (cf.supra [2]);
2- se a filosofia e a prática política são um bem e um mal, então estes homens «são superiores a uma e inferiores a outra» (cf. supra [1]);
3- se a filosofia e a prática política são ambas males, então o logógrafo é superior a ambas.

Como esta terceira possibilidade é logo inviabilizada, Sócrates conclui que os construtores de discursos «são inferiores às duas» naquilo em que cada uma se distingue.
Hoje em dia talvez não seja assim... afinal, nem estamos a falar de filosofia...

1 comentário:

Maria, Simplesmente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.