17 junho 2009

Auto-avaliação

Vou observar-me com toda a atenção, vou fazer uma coisa da maior utilidade: avaliar com cuidado cada um dos meus dias.
Habitualmente, ninguém auto-analisa a própria vida, o que só contribui para acrescer os vícios.
Todos pensamos no que estamos a fazer, e mesmo isso raramente, mas não atentamos no que já fizemos, quando afinal as decisões quanto ao futuro estão dependentes do passado.

Séneca, Cartas a Lucílio, 83,2. Tradução de Segurado Campos para a FCG.

3 comentários:

once disse...

Quase sempre, diria :))

RS disse...

Oh, sim, mas não em demasia. Olhar para o passado, digo. :)

ailhadosamores disse...

Ah, que maravilha este homem! Obrigada por mais esta grande citação. Era também uma das principais práticas dos discípulos de Pitágoras, segundo o que li. E é também prática Rosa-Cruz, hoje em dia.

Um detalhe importante é que se pode fazer essa revisão "de trás para a frente", isto é, começando pelo fim do dia.

Beijo muito amigo,

Terpsichore