19 setembro 2009

PIDE/DGS

(imagem daqui)

Há pouco apanhei um susto.
Recebo uma mensagem e vejo DGS. DGS?
PIDE/DGS? Ainda há isso?


Tinha 7 anos no 25 de Abril, mas a parte anti-fascista da minha família encarregou-se de nos (a mim e aos meus irmãos) comprar uns livros (não sei onde isso andará. Talvez pelo sótão da casa dos meus pais) com uns desenhos (não eram bem banda-desenhada, mas andavam lá perto) em que se viam mulheres a ser torturadas com pontas de cigarros que uns homens usavam para lhes queimarem os mamilos.

Era a DGS a tratar-lhes da saúde.

Ora quando hoje a DGS me mandou uma mensagem, quase gelei.

Era sobre a gripe. Para eu redobrar os cuidados de higiene e evitar contagiar outros.
Não vou desobedecer.

Nestas alturas percebemos o quanto certas situações (frases, atitudes) nos marcaram. Nunca mais me tinha lembrado das torturas que vi naqueles desenhos a preto e branco e tão claramente os revejo agora por causa de um sms da Direcção Geral de Saúde.

10 comentários:

Dário Guerreiro disse...

Também recebi mensagem igual.

Felizmente não sou do tempo da antiga DGS, pelo que me posso dar ao luxo de não lavar as mãos uma vez ou outra...

Anónimo disse...

Parte anti-fascista da família? Então havia uma parte anti e uma pro?

Maria, Simplesmente disse...

...não agora há SIS!...

Xantipa disse...

Excelente comentário, caro Dário!
Ri-me imenso com a sua resposta! Tem muito mais piada que a parte anedótica deste post.
Saudações!

Xantipa disse...

Cara Maria,
Espero que o SIS nunca venha a ser nada que se pareça com a PIDE/DGS de má memória!

carneiro disse...

Cheguei a aprofundar o tema das torturas da PIDE por razões de estudo/trabalho. As mulheres, em especial as do PC, sofreram horrores. Sobretudo psicológicos. E muita falta de sono e muita pancada. Mas olha que essa dos mamilos queimados com cigarros é a primeira vez que leio...

Anónimo disse...

Cara Professora, ainda bem que não conheceu a PIDE ou ou seu braço leal a GNR, a oprimir os Professores e os estudantes. a PIDE foi extinta, mas os braços leais ao estado, como instrumento de repressão de quem ousa pensar ainda ai estão.
Podem estar polidos ou ter verniz, mas não deixam de estar presentes.

Aqui bem perto, há quem ainda se lembre de Francisco Brito, executado em Loulé pela GNR.

António dos Reis

Fada do bosque disse...

O problema passou-se também comigo, quando recebi essa msg da DGS.
Mas assustou-me tanto, ou quase, como a antiga DGS.
Isso da gripe, não passa de uma mentalização, para as massas terem que tomar uma vacina, que se vai tornar obrigatória e também implantar o verychip. Acredite ou não, o caminho está a ser tomado, as pessoas é que ainda se não consciencializaram...

Méon, disse...

Curioso, tb estremeci. Eu sou dos que se lembram bem!!!!

Por aqui vou passando...
Desejo bons dias!!!!

www.angeloochoa.net disse...

«A Prestimosa...», assim era conhecida a PIDE/DGS: CONTROLE DE COSTUMES, VIGIAR E VIOLAR CORRESPONDÊNCIA, AMANSAR, ESCLEROSAR, ARIDEZ MENTAL GERAR, PERSEGUIR, TORTURAR, ATÉ MATAR, ERA SEU «PRESTIMOSO» «MUNUS» EM NOME DO «A BEM DANAÇÃO...» hoje é direcção geral de saúde é uma inócua agência de «caldinhos de galinha» contra a peste gripe suína meigamente rebaptizada de A... Mas a sis a censura (até na net) estao aí furibundas ameaçando e com ganas tenteando passinhos ainda tímidos e a versão oficial da verdade das capelinhas vulgo partidos e associações outra e mesma é como a antiga EN «rádio moscovo não fala verdade...»