05 fevereiro 2009

Tradução de Édipo: precisa-se...

(imagem daqui)

«é arrepiante também a forma como o casamento com a mãe passou à frente deles sem que ninguém reparasse. Isso torna-se tão espectacular e emotivo para quem lê este tipo de obras, conseguir-se emocional com tanta misticidade de acontecimentos audazes».
Assim mesmo.
Outras dores d'alma edipianas aqui e aqui.

4 comentários:

Gi disse...

LOLOL
Corrigir testes parece quase tão surrealista como estar internado em Santa Marta.

Rui disse...

Lembrando-me da célebre dúvida de Chuang Tzu (um dia sonhou que era uma borboleta: quando acordou não soube dizer se era Chuang Tzu que tinha sonhado com a borboleta ou se era uma borboleta a sonhar que era Chuang Tzu) e perante textos destes, a dúvida: sou eu que estou maluco ou...?

ana v. disse...

LOL. Tenho vindo a ler de cima para baixo, Adriana, e a coisa vai ficando cada vez mais surreal...

Anónimo disse...

'Tá-se a tornar também espectacular e emotivo ler estes posts. E, especialmente delirante.
Um beijinho
Ana Paula