12 janeiro 2007

O canil dos horrores...

(cães salvos no Sri Lanka... 3º mundo, dizem...)

Há uns dias fui «sujeita» a ouvir histórias de terror passadas num canil...

Desde o director a fazer negócio com cães valiosos, através de adopções fictícias, cujos papéis nunca aparecem, enviando os bichos para o estrangeiro, até um veterinário sanguinário, que, se o contrariam, decide, de uma forma completamente arbitrária, liquidar os animais de quem os que se lhe opuseram mais gostam...
Ah, e passando por uma «mãe» adoptiva que, por não achar graça às necessidades do cão que levou, o queria devolver. Como tal não é possível, fez chantagem com os funcionários/ voluntários, ameaçando fazer queixa deles à direcção (mortinhos que estão para os pôr fora). Ou lhe pagam as despesas que teve, ou a carta segue...
Os voluntários solidarizaram-se e arranjaram o dinheiro para pagar à chantagista...
E estas foram as histórias suaves, que as outras não fui capaz de ouvir...
E este canil ainda aceita voluntários (considerados espiões!). Outros há que nem isso, para poderem cometer as suas atrocidades à vontade...
As Câmaras Municipais acomodam-se aos directores que vão «herdando» e não estão para perder tempo com esses assunto...
E como se resolvem estas situações??
Deixo aqui um abraço a esses voluntários, para que sejam mesmo espiões e consigam provas para pôr essas pessoas nas «boxes»!

9 comentários:

Miguel G Reis disse...

Pois eu tenho ouvido as mesmas histórias! Histórias de oportunismo, negócios escuros, abuso de poder e maus tratos horríveis a animais. Uma vergonha!!!

Faço minhas as tuas palavras e o abraço aos voluntários.

Beijinhos
:)***

Manuel disse...

Em minha casa, habitam, além da minha adorada companheira, uma simpática cadela rafeira e uma gatinha.

Não temos passarinhos em casa porque não suporto ver seres vivos enjaulados. Perante tal visão interrogo-me sempre quem será o animal mais bestial? O enjaulado ou o que enjaula?

Mas, infelizmente, não só os enjaulam como pelos vistos os torturam.

Fallen Angel disse...

Faz-me pensar quem serão os cães nesta história, querida Xantipa...

Se os animais, se as bestas de gravata.

Beijo e um bom fim de semana.

marta disse...

Ele há cada animal feroz!
São estes que depois maltratam crianças, velhos e mulheres.

Anónimo disse...

Que diria Cícero?
J. J.

Teresa disse...

como é possível cometer tais atrocidades?!?
pobres animais!

Thoth disse...

Cara xantipa, parafraseando um grande Filósofo esquecido, de seu nome J.A.L.R.:o homem só é plenamente homem, se amar os seus, e os animais.
Nem mais nem menos.
Como seria de esperar, aqui no céu tenho o Zeus, gato nobre, que só gosta de comer, brincar, e dormir!

Cumprimentos xantipa

Kalinka disse...

Acabei de ler que choraste o fecho de um blog - pois é, cada dia que passa só se vê blogues a desaparecer, porque será?

Iniciou-se a contagem decrescente para o lançamento do livro «Que é o Amor?».

Colaborei com um texto da minha autoria, dedicado a todos que de alguma forma marcaram a minha Vida em momentos inesquecíveis, mas também a alguém muito especial que nasceu dia 7 de Fevereiro e que, por não pertencer ao Mundo dos vivos, guardo com muito Amor, na minha memória (minha Mãe).

É uma excelente oferta em qualquer altura, mas como se aproxima o Dia dos Namorados, será bom começarem a preparar as vossas encomendas quanto antes.

Beijos e abraços.

Voltarei para ler com calma, gostei do que vi. Parabéns.

Xantipa disse...

Querido Miguel,
Infelizmente estas histórias repetem-se... é natural que as tenhas ouvido...
Um beijinho!

Querido Manuel,
Na maior parte das vezes (se não todas) o que enjaula, claro!
Um beijinho!

Querido Fallen Angel,
Os de gravata, sem dúvida!
Beijinhos!

Pois, é querida Marta, tens toda a razão!
Beijinhos

Querido J.J.,
É bom ver-te por aqui!
Beijinhos!

Querida Teresa,
Também eu me interrogo!
Beijinhos

Caríssimo Thoth,
Antes de mais, um grande mino para o Zeus!
Não compreendo como se consegue magoar animais e pessoas...
Um abraço!

Caríssima kalinka,
Obrigada pelas palavras.
Quanto ao livro, estou, de facto, muito curiosa.
E os blogues desaparecem, sim, mas outros nascem... foi também isso que percebi...
Beijinhos!