02 março 2008

parole, parole, parole

A Rosário do Divas e Contrabaixos acorrentou-me com palavras bonitas.

Aqui vão algumas palavras de que gosto:

amora - hummm... deve ser porque gosto de amoras silvestres... e porque é quase, quase amor.
Anfilófia e Genoveva - nomes pelos quais o meu pai me chamava para me fazer rir e que ainda me divertem.

bolota - porque é uma palavra redonda. Gosto de palavras redondas.
flor de murta - nome por que a uma senhora amiga me chamava em criança. Convencida, eu achava que devia ser uma flor muito bonita.



lamparina - é uma palavra divertida. Deve ser do «i».

patusco/patusca - porque é um adjectivo que acho muito... patusco.

plúmbeo - porque é mais escuro que o cinzento e é assim que vejo a cor do céu quando está carregadinho, carregadinho.

15 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Bolota faz-me lembrar a banda desenhada duma jove que só enfardava hamburguers... bom, também era redonda! ;)

Cartas a Si disse...

Sempre fui uma apaixonada pelas palavras. Desde miúda que sempre gostei de as tentar desvendar. Às vezes ficava horas a pronunciar uma palavra até que ela deixava de fazer sentido. As crianças têm esse dom de imaginar coisas sem limites, sem barreiras.

Paloma disse...

Ah, gosto muito de "amora" também porque sempre penso que é o feminino de Amor. Gosto de muitas palavras com "X" - táxi e até asfixia. Adorei o post, me fez pensar no gosto das palavras e isso é sempre bom...

Anónimo disse...

Concentra�o de professores, em Lamego, no pr�ximo dia 5 de Mar�o (quarta-feira), pelas 17.00 H, frente � Escola Secund�ria Latino Coelho.
Aos professores sobram raz�es para lutar
N�o faltes !

Funes, o memorioso disse...

Eu não desgoto de "bolota" (do significante, não da bolota em si mesma), mas gosto mais de "esborrachar".

Pankracius! disse...

Então e "bidon"?... ou "bidom"... ou "bidão" (nem sei como se escreve!)?!?! Não é um espectáculo?

Mastodonte disse...

Prefiro «galheta»; um bom par de «galhetas» põe qualquer um(a) na ordem.

Anónimo disse...

Ola senhora Sócrates.
Belo o seu blog.

Estava numa pesquisa sobre traduções em português para os sofistas e encontrei um topico do seu livro falando sobre um livro "Sofistas: Testemunhos e Fragmentos" Uma tradução portuguesa.
Eu queria saber quais são os textos dos sofistas estão nesse livro, e de quais sofistas são tais textos.
Esse livro tem alguma relação com o livro de Diels E kranz? é um tradução desse livro?
Se puder me passar essas informações ficaria muito grato.
Se puder responder para o meu email, agradeceria. Se não puder, obrigado do mesmo modo. Desculpe a invasão.

Eis o email: cardozocoelho@gmail.com

Cardozo Coelho.

Anónimo disse...

Convite....

MARCHA PELA INDIGNAÇÂO
LISBOA 8 MARÇO 2008
14:30
Assim não se pode ser professor!
Anda tu também.

Oppugnatore disse...

Largo-te aqui duas...Munkir...e Shira...valem um osculo repenicado pelo significado!

Teresa disse...

adriana,

giro isto das palavras :)

um bom fim-de-semana!

CF disse...

Muito giro, pensar nas palavras que mais gostamos. Eu sempre gostei de "pacote".
Já em estrangêro, sempre adorei "serendipity".
E, olha que giro,, o meu pai também me chama Genoveva na brincadeira!
Beijinhos
Cristina F.

Artur R Gonçalves disse...

E que tal falar de «pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico»? Parece ser, com as suas 46 letras, a maior palavra dicionarizada da língua portuguesa. Trata-se, como é óbvio, da enfermidade produzida pela inalação de partículas microscópicas de cinzas vulcânicas.

Oppugnatore disse...

Cara Xantipa,deixo-te aqui um pedido, para a tua mente brilhante dar uma luz às hostes....e que tal fazeres umas palavras cruzadas tematicas?
As hostes e cohortes agradecem...

redonda disse...

Gostei das tuas palavras e achei giro gostares de palavras redondas :)