26 fevereiro 2007

Da lógica da batata...

Platão, Eutidemo, 300a:
«Os homens vêem primeiro as coisas que podem ver ou as que não podem ?»
«As que podem»


Mesmo que o jovem Ctesipo tivesse dito as que não podem, seria refutado...
O sofisma que se segue baseia-se numa ambiguidade sintáctica (anfibologia) permitida pela frase acima:

  • sentido passivo (e imediatamente apreendido por qualquer um de nós) - Os homens vêem primeiro as coisas que [eles, homens,] podem ver - isto é, as coisas que podem ser vistas (pelos homens).
  • sentido activo - Os homens vêem primeiro as coisas que podem ver - isto é, as coisas que têm a capacidade de ver - isto é, as coisas com olhos.
Então, Eutidemo pergunta que coisas podem os mantos estar também a ver... já que Ctesipo pode ver os mantos...

9 comentários:

Miguel G Reis disse...

Bem, podia responder com uma pergunta: um homem cego ou um com vista? Ficava a coisa ainda mais embrulhada! loll

Beijinhos
:=

Miguel G Reis disse...

Bem, podia responder que se o homem fosse cego nada veria! loll

Beijinhos
:=

Xantipa disse...

lolol
:)

Fallen Angel disse...

Ah... que saudades... ;-)

Beijocas Tatipa.

BijouxKa disse...

lollllll
Não resisti.
Parabéns pelo blog.

marta disse...

Não estou de acordo com o Miguel.
Os cegos veêm imensas coisas que nós não conseguimos ver.
Entrei para dizer que há coisas que se veêm sem os olhos, que se apreendem com os outros sentidos e não sei se não serão, às vezes, as primeiras.

Xantipa disse...

Também eu ando com saudades, Anjo!
:)

Bijouxka, ainda bem que te fiz rir! Gostei dos bijous!
:)

Marta, que bom saber-te sempre comigo!
Beijinhos!

Miguel G Reis disse...

Querida Marta, tens toda a razão. Estava a brincar com o problema de linguagem.
Xantipa querida, desculpa abusar do blog...lol

Beijinhos para ambas.

carneiro disse...

Já sabes, quando precisares da minha bicicleta...