07 agosto 2007

Sandokan , o Tigre da Malásia

Confesso: adorava ver isto. Era na época da Heidi e da Escrava Isaura... Antes tinha sido a Gabriela e eu tinha querido cortar o cabelo «à Malvina». Tem piada, recordar.

3 comentários:

O Réprobo disse...

Eu também não perdia um, mas num rapaz talvez fosse mais natural. A segunda predilecção explica-se - uma futura Linguísta já se sentia atraída pelas vírgulas...
Beijinho

Xantipa disse...

Talvez, caro Réprobo, gostássemos por razões diferentes...
:)
Mas a verdade é que sempre gostei de histórias de aventuras. E de outras coisas. Lembro-me de em criança ver, ainda a preto e branco, muitas coisas na televisão, com atenção: policiais, aventuras, ópera, teatro. Aliás, para uma pessoa da província, a RTP foi muito educativa. A primeira vez que fui ao S.Carlos foi quando já andava na faculdade. Nunca mais me esqueci: Roberto Devereux, de Donizetti, com a Mara Zampieri.
Que pena já não passarem estas coisas (bem... ainda passam novas versões de policiais).
Um beijinho

arribro disse...

O Sandokan foi o meu Heroi, o lindo Kabir Bedi. Lembro-me de correr as arribas da escola a cantar as aventuras do tigre de Malásia