23 junho 2007

Educação (Platão)

- Que queres dizer?
- Que quem é livre não deve aprender ciência alguma como uma escravatura. E que os esforços físicos, praticados à força, não causam mal algum ao corpo, ao passo que na alma não permanece nada que tenha entrado pela violência.


República, 536e

5 comentários:

SOBE E DESCE disse...

Para mim é na alma que fica registada toda a violência. No corpo tudo passa sem ficar sinal. Sinais de violência corporais podem-se curar. Na alma recordaremos para todo o sempre.

marta disse...

Não consigo dizer melhor do que "Sobe e desce"

Tenho um prémio para ti

Merece-los todos
:)

Funes, o memorioso disse...

Não é verdade!
A ciência traz o prazer e a alegria da descoberta. Mas antes disso há a chatice do esforço e do estudo, uma violência.
Uma das causas (provavelmente a primeira) da actual crise do sistema educativo em Portugal tem precisamente que ver com o tomar-se este texto de Platão demasiado à letra.
Estou a falar em sentido figurado, naturalmente. Nenhum dos actuais resposnsáveis pela educação no nosso país se submeteu alguma vez à violência que é estudar Platão.

Xantipa disse...

Caro Funes,
Platão diz casa coisa na República! De arrepiar, às vezes!
Mas aqui até acho que tem razão ao afirmar que não se deve aprender como uma escravatura, que não é obrigando que se aprende, bem como que só se retém quando não há, precisamente, esse forçar.
Se queres dizer que isso resultou no tipo de ensino que tem grassado por aí, em que tudo deve ser aprendido com prazer, divertimento e sem esforço, concordo contigo. Tal como concordo que a ciência traz a alegria da descoberta.
Mas isso foi uma má interpretação do que ele ali diz. Ele não fala em não se fazer esforço, fala em escravatura e violência, situações que, como sabes, queriam dizer isso mesmo.
O esforço é necessário para nos ultrapassarmos, e obter resultados positivos é uma grande motivação e fonte de prazer.
Por mim falo, claro.
Um abraço

Xantipa disse...

Sobe e desce,

É isso mesmo!
Beijinho!

Martinha,
Já respondi...
:)
Beijinhos