03 junho 2008

Amor e loucura

De novo amo e não amo,
estou doido e não estou doido.

Anacreonte, Fr. 428 PGM. Tradução de Frederico Lourenço.

Sem comentários: