28 junho 2008

eufemismo

Cheguei a casa e tinha os pedreiros no quintal, a acabarem o muro. Não me ouviram entrar e conversavam com a sua linguagem praguejadora. Mais tarde, na minha presença, um falando para outro, dizia:
«Ele gritava tanto que parecia uma senhora a pôr um filho cá neste mundo».
Não sei porquê, achei que era eu a causa daquele eufemismo...

3 comentários:

Méon disse...

Linguagem de pedreiro é vernácula, mesmo!

Obrigado pela sua visita "queixosa"...

Xantipa disse...

ehehe
Pois é! E eu achei giríssima a moderação...
:)

Maria, Simplesmente disse...

Xantipa, o dia hoje tem sido "áspero para mim", vim até aqui e ainda bem que dei com o caderninho de Plínio e a conversa dos trabalhadores da sua obra. Sempre me descontrai um pouco.
Pelas últimas três mensagens do meu blog já pode ver como teria sido o meu dia.
Mas tudo está bem quando acaba bem e acabou há um pouco mais de meia hora.
Fiquei aliviada. Compreenderam!
O seu comentário, no meu blog, em parte, também ajudou. Depois digo-lhe porquê. Mas se ler compreende.
Depois explico-lhe, hoje já estou cansada.
Um abraço
Obrigada