09 julho 2008

ser e tornar-se

E agora, quem poderá tornar-se um mau médico?
É óbvio que, em primeiro lugar, aquele que começa por ser médico, e que, em seguida, é um bom médico - esse, com efeito, poderá tornar-se mau - mas nós, os leigos em matéria de medicina, não nos poderíamos tornar nunca, por agir mal, nem médicos, nem carpinteiros, nem nada do género.
Aquele que não puder, agindo mal, tornar-se médico, é óbvio que também não poderá tornar-se um mau médico. Do mesmo modo, um homem de bem poderá, um dia, por causa da doença ou de qualquer outro azar - porque este agir mal não é mais do que ser desprovido de conhecimento - tornar-se mau, mas o homem mau nunca se tornará mau - é-o sempre!; mais, para poder vir a tornar-se mau, é preciso que antes se torne bom.


Diz Protágoras, no diálogo de Platão com o mesmo nome, traduzido por Ana Pinheiro para a Relógio d'Água, em 1999.

4 comentários:

Artur R Gonçalves disse...

A propósito de médicos, já estou em casa e só posso falar dos bons.
:)

Méon disse...

Estes gregos gostavam muito de dizer coisas. De tal modo que, quando dizemos algo, normalmente eles já o tinham dito antes...
Aqui é o bem e o mal, faces da mesma moeda. É por isso que a ideia de Paraíso é absurda...

Maria, Simplesmente disse...

Sem bem não pode haver mal. Não se pode ser mau se nunca se foi bom.
Xantipa, realmente Pitágoras tinha razão.
Mas eu parece-me que quando um médico é mau é melhor fugir dele. Os que eu tenho são de 5*!
Se não fossem eles não estava aqui.
Bj
Maria

Claras o contestatário disse...

Em relação aos médicos....
penso que há azares, mas também muitas vezes, falta de conhecimento e de empenhamento
As direcções dos privados e dos SA, a exigirem lucros, a ordenarem aos médicos para fazerem mais cirurgias...
Nem sabem o que se passa por aí

Beijinho