06 outubro 2008

missões

(actualizado)

Tenho uma amiga que para o ano vai dar o seu mês de férias para ir trabalhar numa missão em Nampula, Moçambique, com a Irmã Assunção, da Comunidade das Irmãs de S. João Baptista. Com 70 euros por ano podemos apadrinhar uma criança, pagando com esse dinheiro as despesas escolares e os almoços. Um ano, por 70 euros... Ah, e precisam de alguém da área de informática que vá até lá para ajudar durante um mês. Não consegui pôr aqui o folheto explicativo, mas enviem um mail para
lenanunosorio@yahoo.com, que Nuno Osório dará todas as informações.

Um outro amigo pediu-me que divulgasse o blogue dos Padrinhos de Portugal. Por 85 euros trimestrais, o padrinho colabora na consecução dos objectivos deste projecto:

Objectivos:

Com este projecto o padrinho fica a assegurar as despesas de saúde, uma refeição diária – almoço – e educação: livros, cadernos, lápis, canetas, matricula e farda. Para além destas três vertentes, o projecto também cobre despesas com ateliers de informática, trabalhos manuais, apoio escolar etc... de forma que as crianças aprendam também matérias práticas que lhes possibilitem vir a arranjar mais facilmente um emprego no futuro.

5 comentários:

Anónimo disse...

:) --<@

Once disse...

excelente divulgação esta :)
Obrigada *

Rui disse...

Dos 14 até aos 31 anos de idade passei as minhas férias (todas ou parte delas) em campos de trabalho voluntário: nos Companheiros Construtores, não sei se ouviu falar. Em toda a minha vida foram das experiências mais profundamente espectaculares que eu tive; e que eu recomendo vivamente a todos os jovens. É a única coisa do meu passado, juntamente com o nascimento do meu filho, de que eu tenho uma saudade quase dolorosa.
Se não fosse professor, acho que arranjaria ânimo para isso outra vez. Assim não, mas admiro muito a coragem de quem o faz, como a sua amiga. Bjs

redonda disse...

Uma vez tentei segui um link para me tornar madrinha,mas não consegui. Vou tentar de novo para esta morada. Obrigada :)

Xantipa disse...

Once,
Admiro sempre quem tem a coragem de dar-se a estas causas.
Beijinho

Rui,
Também eu admiro muito estas pessoas e a minha amiga em particular, claro. Quanto aos companheiros construtores, não conhecia mas já me informei. Excelente! Também o admiro a si por isso.
Beijinho