04 dezembro 2006

Dezembro? ?Natal?? Saturnais??

Diz o tradutor das Cartas a Lucílio (já vos disse que foi meu professor de literatura latina?), em nota à Carta 12, na página 34 :
Por ocasião das Saturnais (Saturnalia), antigas festas do calendário romano celebradas por volta de 17 de Dezembro de cada ano em honra de Saturno, era costume haver troca de presentes entre amigos, e mesmo, como é aqui o caso, entre senhores e escravos.

Na Carta 18, diz Séneca:
Estamos em Dezembro: a cidade está coberta de suor! A ostentação desregrada invadiu toda a vida colectiva. Fazem-se estrepitosamentre enormes preparativos, como se existisse alguma diferença entre o período das Saturnais e os dias úteis. O facto é que não há qualquer diferença, e por isso mesmo acho que tem toda a razão quem afirma que se Dezembro em tempos foi um mês, agora é um ano inteiro.

Digo eu aqui:
Ai pois é! Uma pessoa distrai-se e sai à rua em Dezembro... num fim de semana de Dezembro... é um castigo! E bem feito, que ninguém me mandou sair de casa!
Mas também tenho de confessar uma coisa: gosto das iluminações. Em geral. Em particular, gosto pouco das iluminações...
No outro dia - ainda não era Dezembro - vi umas em Olissipo que me surpreenderam agradavelmente pela simplicidade: uma bolas azuis e outras douradas. Gostei! Ouro sobre azul! Sinónimo popular de bom gosto!

8 comentários:

Anónimo disse...

E que dirás tu e a tua sabedoria sobre o 13 de Dezembro, dia em que se começava a celebrar o Solstício de Inverno e que hoje a Igreja Católica atribui a Santa Luzia, protectora dos olhos (é como quem diz... uma Luzia que dá Luz... como o Sol)?
Ah! E não esqueçamos ainda a Feira dos Capões em Freamunde, a 13 deste mês. Mais uma antiga homenagem ao Sol... não fosse o galo um símbolo solar... que coisas interessantes me levas a pensar e a relacionar, Xantipa!

Miguel G Reis disse...

Bom dia Adriana

Agora sim, estou de volta. Ontem aconteceu uma aparição de mim próprio, mas um pouco em más condições.

Eu gosto muito de iluminações de rua, desde que sejam mais ou menos simples. Fazem-me sempre lembrar festas populares (como nas aldeias dos meus pais, no Verão), alegria, divertimento simples e bem disposto. Enfim, bailaricos. ;-)

Beijinhos.

:-)***

PS: Gosto muito de Xantipa, mas gosto muito mais de Adriana. Assim, passo a tratar-te por Adriana, está bem?

Xantipa disse...

Claro que está bem!
:)
Chamo-me Adriana, como aparece no blogue! Xantipa era apenas a mulher de Sócrates...
;)
***

Miguel G Reis disse...

;-)***

voyeur disse...

Xantipa eu gosto tanto das decorações de Olissipo que de quando em vez armo-me em gato e trepo a uma árvore para gamar uma bolinha ou duas para a minha árvorezita...

Mas não digas a ninguém, não?...

( Beijos ** ) :-)

Xantipa disse...

Que saudades, Voyeur! Grande fim de semana este, hem?
:)
Fica descansado, que o teu segredo fica guardado!
:)**

Manuel disse...

Xantipa, soube hoje que essa simpatia é um bem de família!

8)

Xantipa disse...

Lol
A «coccinella» identificou-se!
:)
Obrigada pelo elogio familiar!
:)