27 dezembro 2006

Seta de Fogo

«Dorme dentro de mim»
E o teu corpo é um barco
E o que quiseres serei
O alvo, a flecha ou o arco.

§§§§§§§§§§§§
§§§§§§§§§§§§

Amei muito
Mas amei muito
Mal. É triste, é
Mas não é mortal

Pedro Luís Baltazar Vieira (1967-2005)

1 comentário:

arlinda disse...

claro que não é mortal, sobretudo porque nunca se ama mal